quinta-feira, 24 de abril de 2014

Projeto Avança Judô













































Pólos do Projeto Social da Confederação Brasileira de Judô – CBJ do núcleo de Macapá recebem uniforme.
 Pólos do Projeto Social da Confederação Brasileira de Judô – CBJ do núcleo de Macapá recebem uniforme.

O Projeto AVANÇA JUDÔ e a Confederação Brasileira de Judô
ü  Criação de condições e oportunidades para que todas as crianças e adolescentes possam desenvolver, através do esporte, o seu potencial como pessoas e cidadãos;
ü  Projeto nacional que se destina a incentivar e difundir a prática do esporte como forma de ocupação, desenvolvimento físico e social.
ü  Criado em 2006;
ü  Atualmente encontra-se em 13 estados brasileiros;
ü  Capacidade de atendimento de até 3.000 crianças e adolescentes entre 06 e 16 anos.
Beneficiários diretos
ü  Crianças e adolescentes de 06 a 16 anos regularmente matriculados na rede pública de ensino, frequentando as aulas, podendo também ser indicados através de conselhos tutelares, centros de assistência social e através do próprio interesse do aluno e/ou pais de alunos.

Beneficiários indiretos
ü  os beneficiários indiretos serão todos os que fazem parte da família daquele determinado aluno matriculado.
A maioria dos beneficiarios, fazem parte do Programa do Governo Federal Bolsa Família.
Objetivos
ü  Educar e socializar as crianças e adolescentes das comunidades de baixa renda em situação de risco social através do Esporte;
ü  Reduzir a evasão escolar dessas crianças e adolescentes e ao mesmo tempo estimular a melhoria do desempenho escolar dos mesmos;
ü  Promover sua integração e inclusão social;
ü  Incentivar a redução da criminalidade e uso de drogas;
ü  Formá-las para a prática da cidadania;
ü  Estimular a prática esportiva nas comunidades carentes;
ü  Difundir e democratizar o Judô em todo o território nacional;
ü  Oferecer aulas de judô e atividades pedagógicas a até 200 crianças e adolescentes de 6 a 16 anos das comunidades do entorno dos núcleos do projeto;
ü  Vincular a participação das crianças e adolescentes do projeto à frequência escolar e acompanhar esta última através de uma parceria integrada e participativa: Aluno – Escola – Família;
ü  Inserir atividades sociais e recreativas no cronograma de atividades dos núcleos e promover eventos nas comunidades atendidas pelo programa;
ü  Ensinar os valores éticos e morais da cidadania através do Esporte.


Nenhum comentário:

Postar um comentário